Livro: Corte de Névoa e Fúria Volume 2

Clique para aumentar

Autora: Sarah J. Maas
Editora: Galera Record
Ano da edição: 2016
Número de páginas: 658

Neste segundo livro da trilogia temos uma reviravolta na estória. No primeiro livro Feyre liberta Tamlin, seu povo e toda Prythian, mas ela se sente destruída por dentro. A última tarefa dada a Feyre por Amarantha ainda a atormentava mesmo depois de três meses.

Feyre ao ser curada pelos Grão-Senhores das Cortes acabou herdando os poderes de cada um e se caso eles descobrissem isso Feyre se tornaria uma ameaça para eles. Então Tamlin estava sempre preocupado em protegê-la, acontece que ela não queria este excesso de proteção. Feyre se sentia sufocada como se estivesse numa prisão, Tamlin não a deixava fazer nada que ela que quisesse.

Tamlin pediu Feyre em casamento e para ajudar nas festividades ele chamou uma amiga de infância e Grã-Sacerdotisa chamada Ianthe.

No dia do casamento, prestes a se casar com Tamlin um pânico tomou conta de Feyre que a paralisou de medo. Rhysand bem neste momento apareceu para cobrar o acordo que fizera com ela que seria passar uma semana de cada mês com ele na sua Corte. Feyre vai com ele para a Cortuna Noturna e o casamento não aconteceu.

Rhysand é o Grão-Feérico mais poderoso e visto como todos de Prythian como o mais cruel. Quando Feyre é levada para a Corte dele ela esperava o pior, mas Feyre surpreende-se.

Rhysand é o oposto de Tamlin, ele dá liberdade para Feyre, além de querer que ela treine seus poderes, pois, uma guerra está próxima a acontecer e ele quer a sua ajuda.

Da última vez que Feyre voltou para a Corte Primaveril Tamlin a aprisionou novamente, pois as fronteiras estavam sendo invadidas e ele não queria que ela fosse atrás dele. Feyre entra em pânico por se sentir presa novamente e é resgatada pela Corte de Rhysand e desde então ela fica sem voltar para a Corte Primaveril por muito tempo.

Feyre passa a conhecer mais Rhysand, o verdadeiro Rhysand por trás da máscara de cruel. Cada vez mais eles se tornam próximos. Rhysand revela segredos a ela, como Velaris, a cidade intocada, onde todos vivem em paz e harmonia. E conhece as pessoas que Rhysand considera como sua família que são Amren, Azriel, Cassian e Morrigan. Todos passaram por sacrifícios e tormentos pela vida assim como ela. E eles também se tornam sua família.

A cada dia que passa Feyre se torna mais próximo de Rhysand, um entende e ajuda o outro. Feyre se apaixona por Rhysand e ele faz uma importante revelação para ela que os une ainda mais.

O rei de Hybern pretende invadir as Terras Mortais, onde estão o pai e as irmãs de Feyre, usando o Caldeirão para conseguir isso e ela é a única que pode impedir que isso aconteça com a ajuda de Rhysand e seus amigos. Mas algo de errado acontece e tudo dá errado.

A autora fez uma reviravolta na estória de uma maneira incrível. Ainda continua tendo muita ação, aventura, magia, criaturas e o romance desta vez é entre Rhysand e Feyre, mas confesso que não consigo odiar o Tamlim e estou muita curiosa com que rumo vai tomar a estória e seu desfecho. Será que vai ter outra reviravolta?

Eu me tornei fã de Sarah J. Maas ela é uma escritora que me surpreendeu. Só tenho a dizer recomendo muito estes livros ele é muito mais rico e cheio de detalhes do que posso descrever aqui. Por favor, você que gosta de livro de fantasia e romance, leiam!

Início da leitura: 02/07/2018

Término da leitura: 26/07/2018

Leitura nº:  12

Continue Reading

Livro: Corte de Espinhos e Rosas Volume 1

Corte de Espinhos e Rosas

Autora: Sarah J. Maas
Editora: Galera Record
Ano da edição: 2015
Número de páginas: 434

Feyre estava na floresta em pleno o inverno enquanto caia neve a procura de uma caça para poder alimentar sua família que passava fome. Não poderia voltar para casa de mãos abanando. Ela é uma caçadora há anos como meio de sobrevivência à extrema pobreza. A fome a levara para mais longe de casa do que usualmente ia, o inverno era uma época muito difícil para caçar animais. Mas Feyre avista uma caça e logo em seguida um imenso lobo, ela fica na dúvida se realmente é um animal ou um feérico. Feyre mata o lobo com sua flecha especial, armada com ponta de ferro e entalhada de freixo que dizem servir matar feéricos. Se não matasse o lobo, ele comeria sua caça.

Feyre volta para sua aldeia com a pele do lobo que retirara para vender na feira e a carne do outro animal para alimentar sua família por mais alguns dias.

O pai de Feyre perdeu todo o dinheiro que tinha e suas irmãs Nestha e Elain nada faziam para ajuda-la. Nestha principalmente chegava a ser cruel com a irmã e o pai.

No passado por muito tempo os humanos foram escravizados pelos feéricos até que houve uma batalha na qual resultou num tratado dividindo a terra por uma muralha mágica entre as Terras dos Mortais e as Terras dos Feéricos, chamada Prythian.

Prythian é dividido por cortes e além dela existe uma ilha chamada Hybern governada também por um feérico.

Uma criatura bestial invade o chalé onde Feyre mora com sua família a procura da pessoa que matara o lobo. A criatura com feição lupina dá duas opções para Feyre, morrer ou ir viver para sempre em Prythian. Feyre decide ir embora com a criatura.

Ao chegar à mansão da Corte Primaveril onde será sua prisão, a criatura se transforma em um jovem feérico de cabelos dourados, olhos verdes, forte e com uma misteriosa máscara no rosto, Tamlin. Além dele, mora na mansão Lucien seu amigo e também emissário da corte. Todos da Corte Primaveril usam máscaras por causa de uma maldição lançada, ninguém pode removê-la do rosto enquanto não for quebrada a maldição. E o tempo para Tamlin e toda a sua corte está esgotando.

Feyre que cresceu odiando os feéricos se apaixona por Tamlin e ele por ela, também acaba conhecendo cada vez mais este lugar mágico com criaturas perigosas invadindo este lugar e descobrindo que Tamlin é um poderoso Grão-Senhor. Feyre nem imaginava que ela era a única que podia quebrar a maldição. Mas ela terá que lutar para resgatar Tamlin e toda a corte Primaveril das mãos de Amarantha a cruel feérica que lançou o feitiço.

Se você gosta de ação, magia, criaturas diferentes e romance, este livro é para você. Eu me surpreendi com ele, fiquei simplesmente apaixonada. Sarah J. Maas criou um mundo totalmente diferente. Este livro me fez lembrar A Bela e a Fera e o lance da muralha de Game Of Thrones. É tudo muito bem descrito e elaborado e prende a atenção.

Início da leitura: 17/06/2018

Término da leitura: 28/06/2018

Leitura nº:  11

Continue Reading

Livro: Os Mistérios de Sir Richard – Quarteto Smythe-Smith Volume 4

 

Autora: Julia Quinn

Editora: Arqueiro

Ano da edição: 2017

Número de páginas: 280

Sir Richard Kenworthy não tinha uma grande fortuna, mas era solteiro. Nunca ficara apaixonado e nem pretendia ficar em nenhum momento próximo. Apenas não tinha tempo para isso. Mas algo acontece e tudo isso muda.

Richard foi convidado para o Recital Anual das Smythe-Smiths. Ele nunca havia ido ao recital então mal sabia o que o esperava.

Já era o terceiro concerto que Iris Smythe-Smith, a garota pálida e de cabelos louro-avermelhados participava. Richard ficou fascinado por Iris, a moça que tentava se esconder atrás de um grande violoncelo. Ela era o tipo de garota que não chamava atenção, mas ele não conseguiu tirar os olhos dela. Iris estava acostumada a ser invisível e até gostava disso, preferia observar as pessoas do que ser o centro das atenções.

Acontece que Richard precisa se casar o mais rápido possível, este é um dos mistérios que Sir Richard possui e que só vamos descobrir mais ao final do livro quando ele já está casado há algum tempo com Iris depois de comprometê-la com um beijo. Iris foi sua escolha e tudo foi armado por ele.

Obrigada a casar as pressas com Richard, Iris estranha o fato do marido não consumar o casamento. Richard tinha que controlar o seu desejo pela esposa, pois isso fazia parte do seu plano que sabia que quando fosse revelado para Iris, ela nunca o perdoaria.

Quando o mistério é revelado Iris fica furiosa e com toda razão. Enquanto eu lia o livro eu me perguntava: é sério que ela vai ter que fazer isso? Não pode ser! Como é que vão resolver este problema sem ela ter que abdicar a sua felicidade? Isso tem que ter outra solução. Só que mais segredos foram descobertos. Segredos que até o próprio Richard não sabia e a história toma outro rumo com a ajuda de Iris, e isso só mostra que ela foi a escolha perfeita de Richard.

Confesso que o começo deste livro não me prendeu tanta a atenção como os outros, mas deve ser porque o começo deste livro foi diferente, primeiro se casaram e depois se apaixonaram num processo um pouco mais lento dos que os outros livros. Primeiramente os personagens tiveram que se casar sem ao menos se conhecerem direito, nem mesmo dado tempo de se apaixonarem de verdade, mas tudo isso faz parte do contexto. Mas Julia Quinn sempre surpreende e a história de Richard e Iris fica cada vez melhor ao desenrolar do casamento entre os dois, e prende a atenção ao fazer o leitor querer descobrir qual o mistério que Richard esconde.

O interessante ao ler estes livros de época é perceber como a sociedade era tão diferente do que é hoje. Só por causa de um simples beijo antes do casamento a honra da mulher ficava comprometida, além da mulher ser totalmente submissa ao homem. Richard colocou Iris numa situação que ela tinha que obedecer ao marido mesmo que fosse um absurdo o que ele pedia. Recomendo esta série a todos que queiram ler um romance de época com um final feliz bem açucarado e com pitada de cenas hot na medida certa e na hora certa.

É com um aperto no coração que eu me despeço desta série, foi o meu primeiro contato com a escrita da Julia Quinn e simplesmente adorei, quero ler num futuro próximo o tão bem falado Os Bridgertons.

Início da leitura: 10/06/2018

Término da leitura: 17/06/2018

Continue Reading